Terror
23
0

Capítulo

Publicidade

Intermundos

Não eram sete horas da manhã daquele domingo ensolarado, quente, de verão, quando João, após uma prolongada noite de sono, acordou, sobressaltado, atormentando-o um pesadelo, animado por uma criatura extraordinariamente horripilante, e cujo teor emergiu-o das profundezas desconhecidas da alma, na superfície tranquila, no fundo agitada, e ergueu-se, sem se retirar de sob o fino lençol que o cobria durante a noite, protegendo-o do assédio de pernilongos irritantes, todos a lhe cantarem aos ouvidos canções que lhe feriam os tímpanos e atormentavam-lhe o espírito não o permitindo conciliar o sono, ao qual sucumbiu devido o cansaço que lhe roubara, no dia anterior, uma parcela significativa de suas energias, e sentado, agitado o coração, arregalados os olhos, nada podendo ver, pois reinava, no quarto, escuridão absoluta, perguntou-se, confuso

...

...

...

É preciso estar logado para visualizar o restante do capítulo.

Este conteúdo é protegido pela Lei nº 9.610/98 – a Lei de Direitos Autorais.
Assinar ou apresentar como seu é crime pois viola os direitos de autor.

O acesso a este conteúdo é registrado de acordo com as políticas de uso.

Ir para outro capítulo:

Capítulo comentários

É preciso estar logado para poder comentar. clique aqui para entrar ou fazer o cadastro.

Comentários

Carregar Mais

Livro compartilhar

Olá , você pode compartilhar ou convidar seus amigos, para ler esse livro através do Facebook, Twitter ou Email.