Capítulo

Publicidade

O VERME CONQUISTADOR.

O relógio sempre fora seu maior cúmplice, ao tocar sempre vinte minutos antes das cinco horas da tarde. Gordon olha para a máquina de contar as horas e começa o seu ritual romano de retorno ao lar, se vestindo com calma após o banho, beijando uma de suas amantes na boca, entrando no carro e indo embora, para tumultuar a vida de sua esposa.

No início dava em cima de todas as vendedoras e chegou até a perseguir uma delas, pela mesma ter engravidado mesmo com todas as suas investidas. Mas por medo de ser visto ou descoberto por alguém, seja parente dela, da esposa ou até amigos em comum, arrumava-se rápido e chegava a sua casa, afoito e tomado pela ansiedade, dando muitas vezes a entender que não tinha ido para a matriz de sua rede de lojas de estofados.

Mas os anos de traição o deixaram cada vez mais lapidado. E a traição, juntamente com a confiança de nunca ser descoberto, fizeram com que sua vida dupla ficasse ainda mais profissional.

Ele despede-se de uma de suas amantes, sai do apartamento dela, que fora comprado por ele mesmo para mantê-la em um lugar fixo, entra em seu carro e começa sua odisseia rumo à sua casa. E enquanto dirige, sua mente sempre recorda o início de suas traições ainda nos primeiros anos de matrimônio. Tinha se casado com Annabel por pressão de seus pais, com o intuito de juntarem as heranças. Mas mesmo após casado, sua família, a começar pelo patriarca, começou a alfinetá-lo, pois a esposa estava começando a se destacar na profissão dela de estilista, tendo sido elogiada até mesmo pelo grande Lacroix. E na família de Gordon, por causa de preceitos religiosos luteranos, nunca houve um homem que ganhasse menos ou que tivesse menos destaque do que a esposa.

Juntando todos os requisitos para que ele fosse visto pelos familiares como um ser inferior, mais o medo de que isso pudesse acontecer, ele fez com que suas tripas virassem coração, para que Annabel ficasse dentro de casa e apenas ele fosse trabalhar. Principalmente após o nascimento de Berenice, que era fruto de uma traição dele com uma vendedora descendente de franceses que hoje é psicóloga: a Drª Marie Rouget.

...

...

...

É preciso estar logado para visualizar o restante do capítulo.

Este conteúdo é protegido pela Lei nº 9.610/98 – a Lei de Direitos Autorais.
Assinar ou apresentar como seu é crime pois viola os direitos de autor.

O acesso a este conteúdo é registrado de acordo com as políticas de uso.

Ir para outro capítulo:

Capítulo comentários

É preciso estar logado para poder comentar. clique aqui para entrar ou fazer o cadastro.

Comentários

Carregar Mais

Livro compartilhar

Olá, você pode compartilhar ou convidar seus amigos, para ler esse livro através do Facebook, Twitter ou Email.