Capítulo

Publicidade

Capítulo 32

Não importava que ela continuava se afastando, assim que minhas presas rasparam o seu pescoço e senti gosto de sangue, Maria virou a minha presa. Ela não conseguiria fugir, mesmo sua vida dependendo disso.

- Corre bastante...–  Enrolei a mão em seu cabelo, impedindo ela de continuar,  e puxei-o para trás, fazendo seu corpo tombar no chão. – Eu quero te matar devagar!

- Você não entende! – Sussurrou parecendo nervosa. Deixei o ódio movimentar meus músculos e levantei o braço e levando-o para trás, para golpear seu nariz, sorrindo quando ouvi ossos se quebrando sob o meu punho. Normalmente eu não seria tão sanguinária, mas a possessividade dos lobos em relação ao companheiro era um negócio complicado.  Eu sentia tanto ódio daquela mulher, que era capaz de estraçalhar ela, só com as unhas.

- Entendi o bastante! - rosnei fechando a mão em punho e desferindo repetidas vezes em seu rosto. A adrenalina que corria no meu corpo, me impedia de sentir os puxões de cabelo, ou os arranhões nos braços.– Apolo é meu, sua vadia sarnenta...- Um soluço saiu dos seus lábios, e a falta de efetividade dos seus golpes, só aumentou a minha fúria, fazendo-me bater com mais força. O cheiro de sangue só me atiça ainda mais, e sei mesmo sem precisar de espelho, que meus olhos estavam amarelos. – Meu, meu, meu! - Fechei a mão em seu cabelo ressecado, e com a outra continuei batendo em seu rosto. O sangue respingando em minha face, os estalos a cada golpe dos meus dedos fechados em sua pele. Bati pelas humilhações que fez Antônio passar, pela afronta de sequer imaginar tomar meu lugar. Bati por cogitar em se deitar com o meu homem. - Achou mesmo que ele ia dormir com voc&e

- Eu fui obrigada! – Berrou e meu punho parou a centímetros do seu rosto. -  Pelo amor dos deuses, ele ia matar ela. – Franzi o cenho, observando seu rosto. - Ia matar ela!- O sangue se misturou com as lagrimas, e agora que a raiva estava começando a ir embora, foi que realmente notei o pequeno estrago que estava fazendo.

...

...

...

É preciso estar logado para visualizar o restante do capítulo.

Este conteúdo é protegido pela Lei nº 9.610/98 – a Lei de Direitos Autorais.
Assinar ou apresentar como seu é crime pois viola os direitos de autor.

O acesso a este conteúdo é registrado de acordo com as políticas de uso.

Ir para outro capítulo:

Capítulo comentários

É preciso estar logado para poder comentar. clique aqui para entrar ou fazer o cadastro.

Comentários

Carregar Mais

Livro compartilhar

Olá , você pode compartilhar ou convidar seus amigos, para ler esse livro através do Facebook, Twitter ou Email.