Capítulo

Publicidade

Capítulo 53

Alberto e Teixeira seguiram para o edifício onde Fábio e Antonio tinham seus escritórios, pressionados pelo tempo estipulado por Fausto para a resolução das investigações. Antes, eles imaginavam que teriam todo o tempo do mundo para seguir os passos do criminoso e chegar até ele sem cometer erros, mas agora, com a prerrogativa de que, daqui a dois dias Fausto sairia do Brasil, a ampulheta do tempo começava a contar contra eles. O caso ainda estava muito indefinido, e os investigadores não tinham uma pista de onde começar a procurar Fausto. Teriam então que seguir as pistas, resolver os enigmas e ver se eles dariam em alguma coisa.

            Dentro do Ômega preto de Teixeira, Alberto passava apertado com o som da banda Calipso tocando sem parar. Teixeira programou o CD pra tocar apenas três músicas que ele gostava demais. No final da terceira música o CD voltava e recomeçava da primeira novamente.

            - Teixeira, – falou Alberto inquieto contorcendo-se no banco do passageiro – não tem outra música pra gente escutar?

            - Uai, por quê? Calypso é bom demais Alberto. Traz alegria pra alma da gente. 

            - E você acha que com esse monte de problemas que a gente está, a gente está com paciência pra “felicidade” que essa banda vai trazer?

...

...

...

É preciso estar logado para visualizar o restante do capítulo.

Este conteúdo é protegido pela Lei nº 9.610/98 – a Lei de Direitos Autorais.
Assinar ou apresentar como seu é crime pois viola os direitos de autor.

O acesso a este conteúdo é registrado de acordo com as políticas de uso.

Ir para outro capítulo:

Capítulo comentários

É preciso estar logado para poder comentar. clique aqui para entrar ou fazer o cadastro.

Comentários

Carregar Mais

Livro compartilhar

Olá, você pode compartilhar ou convidar seus amigos, para ler esse livro através do Facebook, Twitter ou Email.