Capítulo

Publicidade

Capítulo 13

Dizer que as coisas estavam tensas entre nós dois, depois da discussão no aeroporto foi eufemismo. Bruno ficava tentando quebrar o gelo entre nós dois durante todo o caminho até o Mato Grosso do Sul, mas isso só teve algum efeito quando já estávamos dentro do carro em direção a Alcinopolis. Sim, eu escrevi certo, e só não chorei de raiva porque estranhamente o ar puro, o cheiro de terra molhada – no melhor estilo Sandy & Júnior – me trouxe um alívio e tranquilidade tão grande, como eu não sentia a muitos anos.

- Faz quanto tempo que saiu da sua aldeia, senhora?

- Alguns  anos. – Dei de ombros, olhando a paisagem passando pela janela.

- Por que saiu da própria aldeia?

- Pra continuar viva. – Suspirei com o silêncio, não iria dar nenhuma explicação sobre isso.

...

...

...

É preciso estar logado para visualizar o restante do capítulo.

Este conteúdo é protegido pela Lei nº 9.610/98 – a Lei de Direitos Autorais.
Assinar ou apresentar como seu é crime pois viola os direitos de autor.

O acesso a este conteúdo é registrado de acordo com as políticas de uso.

Ir para outro capítulo:

Capítulo comentários

É preciso estar logado para poder comentar. clique aqui para entrar ou fazer o cadastro.

Comentários

Carregar Mais

Livro compartilhar

Olá , você pode compartilhar ou convidar seus amigos, para ler esse livro através do Facebook, Twitter ou Email.