New Adult
140
2

Capítulo

Publicidade

SEXO É A LEI

Tudo começou quando Benedict fez 18 anos e entrou para a faculdade de Direito. Ele ficou doido com essa nova vida de universitário, pois imaginou que ia conhecer altas gatas nas turmas e curtir as festinhas que sempre rolam.

O jovem sempre foi um cara boa pinta, nunca foi aquele cara de academia e nem fora de forma. Ele sempre curtiu fazer seus exercícios em casa e que aquela puxada de ferros toda, sempre foi para chamar atenção das gatinhas.

No primeiro período, já logo de início ele se enturmou com a galera e fez amizade com um jovem chamado Escobar. O cara era tipo popular, por ser de uma família composta em sua maioria de juízes e advogados e as garotas mais gatas da faculdade arrastavam uma asa pra ele. Os dois ficaram muito amigos e saiam para curtir várias baladas com várias dessas garotas, todo fim de semana. Um dia, Escobar chamou a turma para um churrasco na sua casa de praia na Califórnia e a casa parecia aquelas festas de filmes, com gente bonita e descolada. Assim que Benedict chegou, Escobar o apresentou para a irmã, uma advogada de renome nos EUA, para o pai, um promotor bem-sucedido e por último para Mary, a mãe dele, uma juíza federal que ainda estava com tudo em cima.

Benedict ficou louco quando viu aquela coroa, que era estilo aquelas atrizes pornô maduras, que só se encontravam na internet. Ele, que sempre prestou atenção mais nas garotas jovens, ficou sem reação ao dar de cara com uma mulher que exalava sensualidade. Ela era alta, tinha um corpo levemente bronzeado, seios gostosos e um rosto lindo, sem falar nos cabelos loiros. A mãe de Escobar tratou o jovem muito bem, lhe deu dois beijinhos para cumprimentar e ele pode sentir o cheiro gostoso daquela fêmea.

Os meses foram passando e Benedict ia frequentando a casa de Escobar, com mais frequência. O pai dele vivia viajando, já que trabalhava como promotor em Nova York e Escobar sempre ficava para tomar conta da mãe e da irmã.  Por isso  por causa da amizade que fez, Benedict sempre ia tomar uma cerveja com seu amigo e a mãe dele várias vezes acompanhava os dois, para evitar que ambos exagerassem na dose. Benedict notava que aquela mulher também olhava para ele com interesse e ele, também a encarava quando seu amigo estava junto, mas eles disfarçavam ao máximo.

...

...

...

É preciso estar logado para visualizar o restante do capítulo.

Este conteúdo é protegido pela Lei nº 9.610/98 – a Lei de Direitos Autorais.
Assinar ou apresentar como seu é crime pois viola os direitos de autor.

O acesso a este conteúdo é registrado de acordo com as políticas de uso.

Ir para outro capítulo:

Capítulo comentários

É preciso estar logado para poder comentar. clique aqui para entrar ou fazer o cadastro.

Comentários

Carregar Mais

Livro compartilhar

Olá , você pode compartilhar ou convidar seus amigos, para ler esse livro através do Facebook, Twitter ou Email.