Capítulo

Publicidade

PRÓLOGO

Há milhares de anos havia um rei próspero, muito devoto e fiel aos deuses. Com o passar do tempo, sua religiosidade o levou a cometer erros, em nome do que acreditava ser sagrada. O rei Licáon construiu um templo e nele oferecia presentes aos deuses, em forma de jóias, perfumes caros e sacrifícios. Crianças, mulheres pobres e prisioneiros eram mortos em nome de Zeus, que não se agradou nem um pouco da maldade e crueldade do rei. Zeus então saiu do Olimpo, determinado a dar uma segunda chance ao rei, e foi até Arcádia para visitar o templo que Licáon tinha feito para ele. Alguns habitantes de Arcádia, que permaneciam seguindo o caminho correto dos deuses, viram em seus sonhos, que o grande senhor dos céus viria visitá-los e tentaram alertar ao rei Licáon, que ignorou cada um dos avisos.

Até que Zeus chegou, disfarçado de camponês pedindo a hospitalidade do rei, que desconfiou do homem que andava e falava como um nobre. Aconselhado por seus filhos, o rei decidiu testar o camponês para saber se os sonhos sobre a visita de Zeus, eram reais. Os dias se passaram, festas foram oferecidas ao homem, visitas ao templo foram feitas e muitas virgens foram dadas de presente ao camponês, que em nenhum momento revelou sua verdadeira identidade. O rei estava cada vez mais impaciente, já que a hora da partida do humilde camponês se aproximava, então como um último esforço mandou preparar um grande banquete. Os melhores cozinheiros foram contratados, os melhores temperos usados e muitos servos passaram horas polindo as melhores louças de prata e ouro, enquanto outros decoravam o salão de jantar.

Quando a noite do banquete chegou e os pratos começaram a ser servidos, a expressão do camponês se fechou, enquanto ele ficava a cada segundo mais bravo sem motivo algum. Os próprios filhos do rei o serviram, até a chegada do prato principal que a própria rainha serviu.

- Tem certeza de que esse é o seu presente?- o camponês perguntou e o rei riu.

- Sirva-se, nobre senhor!

...

...

...

É preciso estar logado para visualizar o restante do capítulo.

Este conteúdo é protegido pela Lei nº 9.610/98 – a Lei de Direitos Autorais.
Assinar ou apresentar como seu é crime pois viola os direitos de autor.

O acesso a este conteúdo é registrado de acordo com as políticas de uso.

Ir para outro capítulo:

Capítulo comentários

É preciso estar logado para poder comentar. clique aqui para entrar ou fazer o cadastro.

Comentários

Carregar Mais

Livro compartilhar

Olá , você pode compartilhar ou convidar seus amigos, para ler esse livro através do Facebook, Twitter ou Email.