Capítulo

Publicidade

Capítulo 26

            Fausto ficou apenas uma noite sozinho, pois no outro dia cedo, os agentes penitenciários transferiram três detentos para sua cela.

            Um senhor chamado Noel, que cumpria pena há doze anos, acusado de esfaquear seu ex-patrão e o irmão, em uma discussão no dia em que foi mandado embora da empresa onde trabalhou por quase duas décadas. Também foi transferido para a cela de Fausto; um rapaz de pensamentos perturbados, que tinha o apelido de Treizoitão, que segundo a lenda, um dia pegou um revólver de seu pai, uma mochila carregada de munição e atirou em quarenta pessoas na saída de um estádio de futebol. Dizem que, enquanto atirava, ele gritava:

- Vocês não vão namorar ela! Não vão tirar ela de mim!

Essa "lenda" não era confirmada, porque Treizoitão conversava mais com seus amigos imaginários do que com as pessoas reais à sua volta. 

          Por último, chegou à cela, o Boa-Pinta. Um jovem rapaz, tipo galã, falador, educado, contador de piadas, sorridente e amigo de todo mundo. Boa-Pinta havia degolado o sogro e atirado em dois cunhados.  Eles o pegaram em flagrante transando com a irmã mais nova de sua esposa. Os três o encurralaram no quarto e bateram muito nele. Transtornado, Boa-Pinta foi até sua casa, pegou uma arma e voltou em seguida para fazer o “serviço”.

...

...

...

É preciso estar logado para visualizar o restante do capítulo.

Este conteúdo é protegido pela Lei nº 9.610/98 – a Lei de Direitos Autorais.
Assinar ou apresentar como seu é crime pois viola os direitos de autor.

O acesso a este conteúdo é registrado de acordo com as políticas de uso.

Ir para outro capítulo:

Capítulo comentários

É preciso estar logado para poder comentar. clique aqui para entrar ou fazer o cadastro.

Comentários

Carregar Mais

Livro compartilhar

Olá, você pode compartilhar ou convidar seus amigos, para ler esse livro através do Facebook, Twitter ou Email.