Capítulo

Publicidade

Capítulo 23

 

            Fausto acordou com as costas doendo, fazia tempo que não dormia em um colchão: “As pessoas se acostumam com as adversidades”, pensou ele se levantando com a mão nas costas.

            A sirene tocou, como sempre, às cinco horas da manhã, avisando que era hora de levantar e que o pão com manteiga e café com leite seria levado até as celas. Fausto sabia que aquelas penitenciárias com refeitório como se vê nos filmes, onde todos se sentam juntos para as refeições, só existem mesmo nas penitenciárias ultramodernas e de segurança máxima ou em países de primeiro mundo. Pra falar a verdade, Fausto viu um documentário que nem todas as penitenciárias americanas eram assim tão boas para se viver. E ainda mais com essa crise que assola os americanos, o governo está cada vez cortando mais e mais gastos com os detentos de lá.

           Aqui, no Brasil, as penitenciárias não ressocializam ninguém. Ele sabia que se entrasse numa penitenciária barra pesada, dificilmente sairia dali o mesmo homem que entrou. O descaso das autoridades, e a verdadeira “faculdade” de crimes que se faz ali dentro, certamente mudariam seu jeito de ver o mundo. Sem falar que o crime no qual ele foi autuado, é um crime que os detentos abominam, e que por isso gostam de fazer justiça com suas próprias mãos.

            - Aqui detento! – Falou o agente penitenciário Alcântara, que outrora Fausto conheceu como Ferrugem. Apelido dado pelo cabelo ruivo e a pele cheia de sardas. – Toma seu café.

...

...

...

É preciso estar logado para visualizar o restante do capítulo.

Este conteúdo é protegido pela Lei nº 9.610/98 – a Lei de Direitos Autorais.
Assinar ou apresentar como seu é crime pois viola os direitos de autor.

O acesso a este conteúdo é registrado de acordo com as políticas de uso.

Ir para outro capítulo:

Capítulo comentários

É preciso estar logado para poder comentar. clique aqui para entrar ou fazer o cadastro.

Comentários

Carregar Mais

Livro compartilhar

Olá, você pode compartilhar ou convidar seus amigos, para ler esse livro através do Facebook, Twitter ou Email.