Capítulo

Publicidade

A MORADA DOS MORTOS

Todas as semanas a jovem Mary com seus já trinta anos e seus cabelos acobreados mostrando alguns fios grisalhos, ia à loja de materiais de construção, só para dar em cima do belo rapaz que ficava no balcão. Começou comprando azulejos, depois areia, blocos, cimento, telhas, madeira, canos, fios elétricos e tintas. Ele nunca cedeu às cantadas dela, e ela sempre perguntando se ele era o filho do dono. Ela comprou tanto material, que acabou construindo uma casa.

Depois de mais de seis meses recebendo as cantadas dela, ele resolveu ceder e a chamou para sair. Foram a um barzinho para conversar. Ele pediu dois chopes, mas Mary disse que não bebia. Ele perguntou o porquê, e ela disse que era evangélica. Ela então perguntou de novo se ele era filho do dono da loja. Ele riu, e disse que o filho do dono, era o caixa da loja: um gordinho espinhento, que ficava o dia inteiro com a cara no celular, e ele era apenas um simples vendedor da loja mesmo.

Mary esboçou um sorriso amarelo, deu uma desculpa qualquer, aproveitou que o rapaz tinha ido ao banheiro, colocou arsênico no copo de chope que ele estava bebendo, esperou que ele voltasse, desse uma golada, se despediu e foi embora do bar, andando apressadamente.

Ela entrou em seu carro e sumiu enquanto o rapaz agonizava até a morte dentro do bar, pois havia recebido do pastor da igreja que frequentava desde a infância, a revelação de que o homem da vida dela era o filho de um rico empresário do ramo de materiais de construção.

Então Mary mandou derrubar a casa que tinha acabado de construir e no outro dia, migrou para a próxima loja de materiais de construção, para encontrar o homem de seus sonhos, que pelo pastor havia sido para ela profetizado.

...

...

...

É preciso estar logado para visualizar o restante do capítulo.

Este conteúdo é protegido pela Lei nº 9.610/98 – a Lei de Direitos Autorais.
Assinar ou apresentar como seu é crime pois viola os direitos de autor.

O acesso a este conteúdo é registrado de acordo com as políticas de uso.

Ir para outro capítulo:

Capítulo comentários

É preciso estar logado para poder comentar. clique aqui para entrar ou fazer o cadastro.

Comentários

Carregar Mais

Livro compartilhar

Olá, você pode compartilhar ou convidar seus amigos, para ler esse livro através do Facebook, Twitter ou Email.