Capítulo

Publicidade

UMA BRINCADEIRA DEMONÍACA

Natalie odeia arrumar o quarto dos fundos de casa, por causa da quantidade de tralhas que ele possui e também porque é obrigada a fazer isso, já que ninguém se oferece pra fazer.  Um dia, estava ela em mais uma dessas obrigações, quando mexendo uma umas caixas, encontrou um tabuleiro ouija. A princípio ela tomou um susto ao ver aquilo ali, nos fundos de casa, porque sua família é extremamente religiosa. Curiosa com aquilo, ela resolveu ligar para sua amiga Vicky, que apesar de também ser de uma família religiosa, ficou bastante curiosa sobre o achado da amiga.

A curiosidade das duas foi tanta com relação ao tabuleiro, que elas marcaram de brincar com o mesmo no quarto da casa de Natalie. Ela marcou em um dia em que a família dela iria estar toda na igreja. Vicky chegou empolgada com a descoberta da amiga, querendo ver o tabuleiro. Natalie mostrou o tabuleiro e ela ficou querendo começar logo o jogo. Mas coisas estranhas começaram a acontecer dentro do quarto.

Primeiro Natalie tentou acender duas velas para deixar o clima mais assustador e, por incrível que pareça, elas não acendiam, não importava quanto tempo a jovem encostava o palito de fósforo nos pavios. Depois de muito tempo insistindo, ela conseguiu acender, desligou as luzes e fechou as janelas. Quando ia começar a brincar com o tabuleiro, o susto: a mãe de Vicky liga perguntando se está tudo bem com elas, porque do nada sentiu um arrepio na espinha e uma enorme "preocupação", além de sentir algo ruim que estava se passando dentro dela e ela só conseguia pensar na filha e na amiga.

Foi só depois que Vicky conversou com a mãe dela, explicando que estava tudo bem com as duas, que elas começaram a brincar com o tabuleiro. Mas infelizmente não aconteceu nada que pudesse ser indício de que tudo o que se falava dos tabuleiros ouija fossem verdade. De todas as tentativas que elas fizeram para algo sobrenatural acontecer, apenas o fogo das velas se mexeu de forma estranha.

Duas horas depois, já era quase dez da noite e Vicky já tinha ido pra casa. Os pais de Natalie também já haviam chegado do culto, mas mesmo com a casa cheia, fora despertada na menina, aquela sensação de estar sendo observada por alguém, não se sabe de onde, não se sabe por quem. Depois de um tempo angustiada, ela ignorou tudo aquilo, pois achava que era coisa de sua cabeça e como estava tarde, resolveu ir dormir.

...

...

...

É preciso estar logado para visualizar o restante do capítulo.

Este conteúdo é protegido pela Lei nº 9.610/98 – a Lei de Direitos Autorais.
Assinar ou apresentar como seu é crime pois viola os direitos de autor.

O acesso a este conteúdo é registrado de acordo com as políticas de uso.

Ir para outro capítulo:

Capítulo comentários

É preciso estar logado para poder comentar. clique aqui para entrar ou fazer o cadastro.

Comentários

Carregar Mais

Livro compartilhar

Olá, você pode compartilhar ou convidar seus amigos, para ler esse livro através do Facebook, Twitter ou Email.