Silhuetas na Penumbra - Contos

Conto

Livro ler capítulo

Estatísticas:


16

Fotos


Ir para outro capítulo:

Publicidade

Capítulo

Tamanho da fonte:

Largura do texto:

Mudar cor do fundo para:

Escuro Claro

Tela cheia:


Silhuetas na Penumbra - Contos
Ambições Celestes

                                                                                 Europa, Século XV

Era o décimo sexto caso somente naquela semana. Em meus três séculos terrenos de existência nunca foram tantos em tão pouco tempo. Nossa única dificuldade era descobrir a região onde estavam. Feito isso, o local escolhido por eles parecia seguir um padrão: ao descobrir que eram os novos alvos dos Executores, fugiam para o único lugar onde acreditavam serem absolvidos da sentença, se pedissem com fé. Para o azar deles e sucesso de nossa missão o Criador jamais interferiu em nossos assuntos.

Só mais aquele caso e nós voltaríamos para o Reino da Ordem. Eu estava otimista.

Em uma época onde os ensinamentos do Criador se perderam entre as vontades mortais, até os Celestes se confundem, embora creiam em ainda trabalhar em prol da Ordem, eles agem de modo vergonhoso perante nossas castas. O livre-arbítrio é perigoso e suas consequências muitas vezes culminam em destruição àqueles que não sabem administrá-lo, talvez seja por isso que o ato de escolher nunca foi dado aos Celestes, apenas cumprimos ordens e nossos desígnios celestiais. Entretanto, as virtudes e os vícios que permeiam a dimensão dos vivos acabam impregnados na existência do Celeste que toma um corpo físico para andar entre os mortais. E se render aos vícios é extremamente tentador.

Com a realidade e o sobrenatural separados por uma linha tão tênue, qualquer atitude inconsequente pode destruir a harmonia já fragilizada.

...
...
...

É preciso estar logado para visualizar o restante do capítulo.

Este conteúdo é protegido pela Lei nº 9.610/98 – a Lei de Direitos Autorais.
Assinar ou apresentar como seu é crime pois viola os direitos de autor.

O acesso a este conteúdo é registrado de acordo com as políticas de uso.

Capítulo comentários

É preciso estar logado para poder comentar. clique aqui para entrar ou fazer o cadastro

Comentários

Carregar Mais

Livro compartilhar

Olá, você pode compartilhar ou convidar seus amigos, para ler esse livro através do Facebook, Twitter ou Email.