Capítulo

Publicidade

Vídeo


Capítulo 1

A noite caía sobre o reino de Ambarys, e acima do deserto herac Tendramer reinava entre as nuvens. Da janela de seus aposentos, o Gran-Elder encarava as estrelas e observava o vento envolver as folhas das árvores em um movimento suave e contínuo. A Casa dos Elders estava mergulhada na calmaria que precedia a tempestade que se aproximava a cada instante. Balançou a cabeça tentando evitar os pensamentos que até minutos atrás lhe ocorreram, ou estava negando a si mesmo os presságios desde que ainda era professor no Mosteiro, em Myran. Passou pelo Salão dos Reis, mirando a estátua do seu atual e temperamental monarca. Era fiel à imagem do mesmo. Tinha impressão de que ganharia vida a qualquer momento, para enchê-lo de perguntas e começar um inflamado discurso sobre a situação atual do reino.

Preston estudava cada uma das manifestações mágicas nos últimos meses em Ambarys, e agora algo lhe dizia para ser mais cuidadoso. Da última vez que fenômenos como aqueles aconteceram, o reino foi tomado pelo caos. Como se isso não fosse suficiente preocupação, ainda havia os rebeldes. Um grupo de pessoas que vinham espalhando ideias de liberdade e magia a todos os povos, e por isso estavam se fortalecendo, dia após dia. A magia dentro do reino de Ambarys era pertencente aos graimes. Ihgraime, a bela e ensolarada terra à Oeste da capital Maherac, era o lar do povo mágico, como eram chamados. Dominavam a magia, encantamentos, cura. Maherac, por sua vez, era a capital do reino, a terra dos reis. Eram caçadores e negociantes habilidosos, e sua cidade principal, luxuosa e sofisticada. Os orgulhosos holts, com suas minas e habilidades para forjar as melhores armas já vistas, tinham Koholt como

Mas houve quem achasse que isso poderia acontecer, e que o reino seria mais feliz e justo se holts e heracs também usufruíssem de poderes mágicos. Um poderoso guerreiro herac — talvez o melhor de todos os tempos, de feitos gloriosos — tornou-se líder do seu povo quando os reis ainda não existiam em Ambarys. Ele acreditava que se de alguma forma os graimes compartilhassem a magia de Ambarys com os demais povos, seriam ainda mais fortes e invasores inimigos jamais seriam páreo para eles. Depois de convencer o líder holt, Nerar, o líder herac Kael partiu para Ihgraime a fim de fazer o Arquimago Arnon juntar-se a sua causa. Talvez Arnon soubesse o que estava por vir, mas era como se ele tivesse ignorado os mesmos presságios, ou ainda mais provável que devesse ter aceitado que o primeiro Arquimago foi corrompido, assim como os outros dois.

A história contava que, ao ser procurado por Nerar e Kael, Arnon quis ajudá-los a reparar seus erros e seguiu com eles para inúmeras batalhas. Enfrentaram as consequências de portais sendo abertos, invasões, saques e criaturas terríveis e poderosas. O equilíbrio parecia estar sendo reestabelecido no reino, mas Kael não queria equilíbrio. Ele desejava todo o poder que a magia graime pudesse lhe dar. Não só traiu seus companheiros, mas também ao reino, proclamando-se Rei. No entanto, seu reinado durou pouco mais de algumas horas. Antes do desaparecimento de Nerar e Arnon, os heróis deram a Noah a adaga que pertenceu a Kael, com a qual ele venceu tantos inimigos, reforjada e encantada. Era a Morte Escarlate, e naquele momento a única arma que poderia dar um fim a todo caos e horror que havia tomado conta do reino. Noah matou o próprio pai, e para que não houvesse chances de qu

Os Heróis Corrompidos, pensou o mago. Um representante de cada povo. De alguma forma a adaga tinha um novo portador, e uma garota graime recebera o título de Arquimaga. Depois de Arnon Eldriast, ninguém havia recebido essa honra.

...

...

...

É preciso estar logado para visualizar o restante do capítulo.

Este conteúdo é protegido pela Lei nº 9.610/98 – a Lei de Direitos Autorais.
Assinar ou apresentar como seu é crime pois viola os direitos de autor.

O acesso a este conteúdo é registrado de acordo com as políticas de uso.

Ir para outro capítulo:

Capítulo comentários

É preciso estar logado para poder comentar. clique aqui para entrar ou fazer o cadastro.

Comentários

Carregar Mais

Livro compartilhar

Olá, você pode compartilhar ou convidar seus amigos, para ler esse livro através do Facebook, Twitter ou Email.