Romance
60
3

Capítulo

Publicidade

Capítulo 5

"assim que os portões se abrem acelero rumo á liberdade."

Ou era o que eu acreditava ser após cinco minutos após ter cruzar os portões.

Apesar de ser mais prático do que um carro em uma fuga, a moto para uma pessoa quase debilitada apresenta certos riscos como uma arma mortal.
Assim que acelerei com a moto, uma pressão absurda se fez em minha cabeça.
Pisquei várias vezes na tentativa de recuperar o equilibrio mental e afastar a neblina que embaçava minhas vistas. O medo era como uma onda que mesmo que tentasse submergir ela me puxava e me afoga mais e mais. Eu não estava preparada para morrer, aliás acho que ninguém está.

Estava a 60 km por hora o que é a velocidade mínima permitida, mesmo desesperada eu dirigia nessa velocidade mais por precaução devido ao meu estado físico precário, não queria arriscar. De que adiantaria voar á toda velocidade para morrer na próxima esquina.
Não sei quanto tempo terei de vantagem mas preciso me afastar para o mais longe possível e me emaranhar no trafêgo logo logo, pois só assim terei mais sucesso em minha fuga.

Esse pensamento foi como gás sendo injetado direto em minhas veias me dando impulso para prosseguir.

...

...

...

É preciso estar logado para visualizar o restante do capítulo.

Este conteúdo é protegido pela Lei nº 9.610/98 – a Lei de Direitos Autorais.
Assinar ou apresentar como seu é crime pois viola os direitos de autor.

O acesso a este conteúdo é registrado de acordo com as políticas de uso.

Ir para outro capítulo:

Capítulo comentários

É preciso estar logado para poder comentar. clique aqui para entrar ou fazer o cadastro.

Comentários

Carregar Mais

Livro compartilhar

Olá , você pode compartilhar ou convidar seus amigos, para ler esse livro através do Facebook, Twitter ou Email.