Capítulo

Publicidade

Digo sim?

Melanie

Maiúsculas Gritantes.
Acho que odeio isso.
Bem, na verdade eu nao sei se odeio não.
Depois do aniversário de Ana Sophia,  muita aconteceu,  tipo readaptação e uma palavra que foi inventada por quem esta em um tédio fodido e nao tinha nada de melhor pra fazer .
É legal algumas coisas na rotina porque é seu conhecido já então voce vai a um restaurante,  motel e viola as regras da rotina, agora porrada e bomba, tiro voando pra tudo que e lado com aparição de irmã,  sobrinho que estuda na escola de sua filha, lembrança do acidente e detalhes,  meu irmão mudando.
Acabei tendo uma zonzeira macabra na delegacia e minha amiga Luma, me forçou a fazer o teste e dessa vez foi inverso.
De sangue deu negativo e de farmácia positivo.
Em silencio e os nervos a flor da pele,

Sem tempo de me recuperar ja estou na beirada da cama e nem sei o momento que fui liberta das algemas.
E com as pernas bem abertas,  Rodrigo mete de uma vez so me fazendo ver estrelas.
-----Rebola vadia.
Com a pélvis inclinada e louca pra obedecer rebolo no pau do Rodrigo com vontade e pra piorar minha situação ele mexe no meu clitóris.
Devo estar com cara de quem esta tendo derrame tamanho tesao.
Esse homem, nasceu para foder.
Ou melhor,
Esse homem nasceu para me foder.

Rodrigo me vira de quatro enquanto estou prestes a gozar e ele sabe.
Nao sabia que gostava, mas sua língua está no meu cu, arrepiando ate os cabelos que nao tenho.
Recebo um tapa na bunda que quase me faz gozar.
-----Caralho Rodrigo me deixa gozar.
-----Uma ordem ?
-----Por favorzinho,  nunca te pedi nada amor da minha vida.
E então sua tora irrompe em minha boceta e seu dedao brinca no meu cu e eu jogo minha bunda pra tras,  ainda mais louca.
Gozo mais uma vez gritando e dois a um pro Rodrigo que so gozou na minha boca dentro do carro.

Rodrigo sai de dentro de mim e so falto xingar ele.
-----Voce ja viu demais Melanie. Agora so sentir.
Meu nome saindo de sua boca gostosa e voz sexy e rouca me deixa pronta pra outra.
Tenho meus olhos vendados e escuto os passos de Rodrigo se afastando .
----'Abre a boca Melanie.
Ele voltou e nem percebi.
Abro um pouquinho a boca.
-----Mais.
Abro mais e Rodrigo põe um cubo de gelo na minha boca.
-----Agora devolve e deita.
Deito ali na beirada da cama mesmo e o cubo de gelo desce para o bico de um seio enquanto a boca de Rodrigo suga com voracidade o outro revezando.
O cubo de gelo safadinho, desce pra minha barriga e a boca do Rodrigo desce junto.
O cubo de gelo alcança a perseguida e puta merdaaaaa.
----'Isso safado judia de mim, porra que negócio bom.
Minha carne extremamente quente e sensível recebe bem o gelo e estou pensando em como

...

...

...

É preciso estar logado para visualizar o restante do capítulo.

Este conteúdo é protegido pela Lei nº 9.610/98 – a Lei de Direitos Autorais.
Assinar ou apresentar como seu é crime pois viola os direitos de autor.

O acesso a este conteúdo é registrado de acordo com as políticas de uso.

Ir para outro capítulo:

Capítulo comentários

É preciso estar logado para poder comentar. clique aqui para entrar ou fazer o cadastro.

Comentários

Carregar Mais

Livro compartilhar

Olá , você pode compartilhar ou convidar seus amigos, para ler esse livro através do Facebook, Twitter ou Email.