Capítulo

Publicidade

ACORDAR

"Dormir de conchinha é nada mais que sinal de confiança.  É como se um disse para o outro que está ali, que se cuidaram mesmo no sono dos justos."

Por Anne

Foram poucas as sextas-feiras que acordei tao leve, confesso que nao queria contar ao JP, mas esse fardo estava tao pesado que parecia uma bomba relógio.
JP disse que estava apaixonado e depois que me ama.
Impossível ele amar alguém tao quebrado assim. Ele e tao lindo, charmoso, simples,  parece ate que nao tinha problemas na vida, mas sei que todo mundo tem.
Enquanto JP ainda dormia preparei nosso café da manhã,  nada muito presunçoso,  eu gosto também de um pao com ovo, na verdade arroz, feijão, angu e couve é simplesmente meu prato favorito.
Ja sei o que fazer de almoço.
Coloco tudo numa bandeja e vou pro quarto. Estou inebriada com a cena.  Imaginem comigo... Um lindo homem nu, apenas o play ground coberto e ereto diga-se de passagem, com o cabelo pos foda, indicando que " sou gostoso pra caralho, tanquinho semi coberto

Meu corpo enrijeceu e comecei a arrumar as coisas pra ir embora.  JP pegou o celular e me abraçou.
----Ele nao te achou porra nenhuma. Você tem a mim e ninguém, mas ninguém vai te fazer mal mais.
Pegamos nossas coisas e fomos  a delegacia. JP me convenceu a isso. Chega de sofrer calada.

Continuaaaaaaaaaaa

...

...

...

É preciso estar logado para visualizar o restante do capítulo.

Este conteúdo é protegido pela Lei nº 9.610/98 – a Lei de Direitos Autorais.
Assinar ou apresentar como seu é crime pois viola os direitos de autor.

O acesso a este conteúdo é registrado de acordo com as políticas de uso.

Ir para outro capítulo:

Capítulo comentários

É preciso estar logado para poder comentar. clique aqui para entrar ou fazer o cadastro.

Comentários

Carregar Mais

Livro compartilhar

Olá , você pode compartilhar ou convidar seus amigos, para ler esse livro através do Facebook, Twitter ou Email.