Liter Feminina
73
7

Capítulo

Publicidade

Prólogo

Brayan Dark, Brayan Dark, Brayan Dark, Bra....eu repetia aquele nome sem parar, Oh Deus! o que este senhor fez comigo?, pensava enquanto dirigia, o que era perigoso a parti do momento em que me encontrava numa estrada cheia de curvas fechadas e com a neblina atrapalhando a minha visão da mesma, olhei rapidamente no meu celular que nem sei como ainda funciona de tão antigo que é e vi que já eram 7 horas e 50 minutos meu Deus estava pela primeira vez atrasada para o serviço, trabalho num café que fica a alguns quilômetros da minha casa, eu tinha que está lá as 8 horas em ponto, tudo isso é culpa daquele homem, se ele não tivesse me sequestrado ontem eu teria passado uma noite tranquila assistindo Top Gun- Ases Indomáveis enquanto alisava minha gata Lilica dormiria no horário de sempre e não iria acorda tão atrasada ao ponto de agora está correndo riscos de perde o meu emprego

Saio dos meus pensamentos quando me encontro próxima do meu trabalho, bom como imaginei iria chegar atrasada, ao chegar estaciono meu carro num lugar próximo, desço e vou entrando no café rezando para o meu chefe não me demitir, vou para a sala onde os funcionários guardam seus pertences, visto o uniforme que é uma blusa branca com o nome do café : The Cafe in Toronto . Alana uma amiga e colega de serviço veio à meu encontro e disse sorrindo de maneira maliciosa que o Sr. Gomez não notou minha ausência pois, a mesma o distraiu, não é de desconhecimento de todos que Alana mantém uma relação acima da profissional com o chefe, até porque eles nunca quiseram ou tentaram esconder me arrisco a dizer que há um sentimento bem forte como o amor nessa relação mas que nenhum deles admite.

Só sorri para a Lana, e fui para o meu posto, comecei a servi algumas pessoas quando me vejo de frente pra ele, Brayan estava no meu ambiente de trabalho, era só o que faltava. Bom todos os outros funcionários estavam ocupados e eu não podia correr o risco de ser demitida então com todo o profissionalismo que nem eu mesma sabia que tinha atendi o mesmo.

- Senhorita Staudt, que surpresa não sabia que trabalhava aqui.

" Deve ser por quê você não vem aqui, o quê você quer comigo?e nem adianta falar que veio só pelo café eu não sou tão inocente assim, idiota " penso comigo mesma mas não posso me dar o prazer de dizer então

...

...

...

É preciso estar logado para visualizar o restante do capítulo.

Este conteúdo é protegido pela Lei nº 9.610/98 – a Lei de Direitos Autorais.
Assinar ou apresentar como seu é crime pois viola os direitos de autor.

O acesso a este conteúdo é registrado de acordo com as políticas de uso.

Ir para outro capítulo:

Capítulo comentários

É preciso estar logado para poder comentar. clique aqui para entrar ou fazer o cadastro.

Comentários

Carregar Mais

Livro compartilhar

Olá, você pode compartilhar ou convidar seus amigos, para ler esse livro através do Facebook, Twitter ou Email.