Liter Feminina
18
1

Capítulo

Publicidade

Prólogo

É uma manhã ensolarada, os passarinhos cantarolam e se minha vida fosse um conto de fadas eu tenho certeza que eles me confundiriam com Branca de Neve. No entanto, como eu ainda me considero a própria gata borralheira, me levanto da cama com calma e no instante que meus pés tocam o piso gelado uma sensação ruim me inunda. Meu peito se aperta como se estivesse me avisando que algo muito ruim vai acontecer, por isso de imediato ligo para Rodrigo para me certificar de que está bem, mas o mesmo não me atende e tentando esquecer eu saio do quarto.

A casa está silenciosa o que só acontece quando minha mãe sai, e de acordo com o bilhetinho grudado na geladeira ela foi no banco se estressar novamente. Sorrio com o “eu te amo e não se atrase para o trabalho” e corro para o banho. Em meia hora consigo me arrumar e sair de casa para ir trabalhar, atravesso a rua, entro na primeira esquina e encontro a padaria que trabalho desde os dezessete funcionando a todo vapor.

— Estou pensando seriamente em casar com um homem rico. — me viro e encontro Lúcia, minha melhor amiga, com seu  mau humor matinal e óculos escuros para esconder as olheiras.

— Já cheguei a pensar nisso, não nego. Mas eu amo tanto o Rodrigo. — a respondo assim que entramos na padaria.

— Me poupe desse seu amor matinal. — Minha amiga sai resmungando.

...

...

...

É preciso estar logado para visualizar o restante do capítulo.

Este conteúdo é protegido pela Lei nº 9.610/98 – a Lei de Direitos Autorais.
Assinar ou apresentar como seu é crime pois viola os direitos de autor.

O acesso a este conteúdo é registrado de acordo com as políticas de uso.

Ir para outro capítulo:

Capítulo comentários

É preciso estar logado para poder comentar. clique aqui para entrar ou fazer o cadastro.

Comentários

Carregar Mais

Livro compartilhar

Olá, você pode compartilhar ou convidar seus amigos, para ler esse livro através do Facebook, Twitter ou Email.