Capítulo

Publicidade

Borboletas Rosas - Ana Carolina

Poderia um sentimento criar asas e voar? Um sentimento tão intenso teria força para fugir das grades que formavam a gaiola que era o coração? Roger se fez essas perguntas quando viu as borboletas rosas que voavam suavemente por aquele quarto.

*

O campo de flores estava lindo naquele dia, mas a menina sentia que faltava alguma coisa. Ela usava um chapéu para se proteger do Sol e um vestido verde como a relva.

-Quando as borboletas vêm, vovó?- perguntou com expectativa na sua voz de criança. A sua avó usava um vestido semelhante ao seu e protegia os olhos com a mão por causa do Sol que estava bem na direção delas.

-Em breve, minha netinha.

...

...

...

É preciso estar logado para visualizar o restante do capítulo.

Este conteúdo é protegido pela Lei nº 9.610/98 – a Lei de Direitos Autorais.
Assinar ou apresentar como seu é crime pois viola os direitos de autor.

O acesso a este conteúdo é registrado de acordo com as políticas de uso.

Ir para outro capítulo:

Capítulo comentários

É preciso estar logado para poder comentar. clique aqui para entrar ou fazer o cadastro.

Comentários

Carregar Mais

Livro compartilhar

Olá, você pode compartilhar ou convidar seus amigos, para ler esse livro através do Facebook, Twitter ou Email.