Contos da Morte

Conto

Livro ler capítulo

Estatísticas:


2

Ir para outro capítulo:

Publicidade

Capítulo

Tamanho da fonte:

Largura do texto:

Mudar cor do fundo para:

Escuro Claro

Tela cheia:


Contos da Morte
Conto Um

Passava das três horas da manhã naquele vinte e cinco de dezembro, era natal. Luzes se espalhavam pelos estabelecimentos comerciais, bonecos infláveis e árvores iluminadas completavam o clima. Eram poucos os bares com algum movimento significativo e também eram poucos os que ainda funcionavam.

Os três dentro do gol um ponto zero prata, voltavam de mais uma noite juntos como tantas outras naquele mesmo ano e nos anos passados.

- Eu ainda acho que devíamos pegar outro caminho. - Falou Samuel do banco de trás, se recostando e encarando o teto do carro.

- Deixa de ser medroso, Samuca. - Falou Valentina encarando-o pelo espelho, ela ainda usava o gorro natalino ganho poucas horas antes. O carro deslizava suavemente pelas ruas escuras e desertas.

- O que você tem cara? - Perguntou Diego do banco do carona.

...

...

...

É preciso estar logado para visualizar o restante do capítulo.

Este conteúdo é protegido pela Lei nº 9.610/98 – a Lei de Direitos Autorais.
Assinar ou apresentar como seu é crime pois viola os direitos de autor.

O acesso a este conteúdo é registrado de acordo com as políticas de uso.

Capítulo comentários

É preciso estar logado para poder comentar. clique aqui para entrar ou fazer o cadastro

Comentários

Carregar Mais

Livro compartilhar

Olá, você pode compartilhar ou convidar seus amigos, para ler esse livro através do Facebook, Twitter ou Email.