Suspense-Mistério
6
1

Capítulo

Publicidade

1 - A ilha

A noite estava fria, mas o céu era límpido e de um azul tão profundo que fazia a todos compreenderem o que era infinito. As estrelas brilhavam maravilhosamente. E ali, próximo à Ilha dos Pescadores e longe da cidade e suas luzes, ele percebia que o mundo não tinha mesmo fronteiras. Pois não havia divisão possível de se ver; o escuro do mar se confundia com o escuro do céu. Era tudo uma mesma coisa. E agora que estava na proa de um pequeno barco, com o vento no rosto e a visão limpa, ele se sentia realmente pequeno.

Andrew estava ansioso e nada certo de sua escolha, mas a tristeza que o preenchia era tanta que ele precisava curá-la. Diziam que ele estava depressivo, pois quem mora nessas partes do planeta é dado a melancolia.

Estavam no mar de Bering, mais precisamente no arquipélago de Prometeus, e lá existem épocas do ano que o sol quase não nasce. Os mais inventivos e sensíveis, dizem que esse espirito da escuridão que os deixa mais introspectivos e por vezes, tristonhos.

 

Seja o que for, Andrew se achava num estado de ânimo lamentável.

...

...

...

É preciso estar logado para visualizar o restante do capítulo.

Este conteúdo é protegido pela Lei nº 9.610/98 – a Lei de Direitos Autorais.
Assinar ou apresentar como seu é crime pois viola os direitos de autor.

O acesso a este conteúdo é registrado de acordo com as políticas de uso.

Ir para outro capítulo:

Capítulo comentários

É preciso estar logado para poder comentar. clique aqui para entrar ou fazer o cadastro.

Comentários

Carregar Mais

Livro compartilhar

Olá, você pode compartilhar ou convidar seus amigos, para ler esse livro através do Facebook, Twitter ou Email.