Capítulo

Publicidade

O Pecado Celeste e o Ato de Destruição

 Os Celestes se espalharam pelo Mundo Vivo, muitos portais foram abertos do Astral para a dimensão dos mortais, estes por sua vez, despertavam cada vez mais suas Dádivas e ficavam sujeitos a serem possuídos por qualquer casta celestial.  Longe do Reino da Ordem e dos seus lideres, os Celestes começavam a agir por conta própria e deixavam que os desejos da carne que habitavam tomasse o controle de suas ações. Então eles pecaram, deitaram-se com humanos e humanas e geraram filhos Híbridos. Os Nefilins, a união proibida de duas raças diferentes, gigantes poderosos dotados de poderes angelicais e sem as limitações de um corpo possuído.

Gabriel deixou Atlântida e levou a informação aos demais Celestes no Reino da Ordem. Os Nefilins representavam a vergonha da Ordem, haviam sido desviados dos princípios para qual foram chamados, deveriam guiar e treinar os mortais para combater e sobreviver às trevas que cresciam ao redor do Mundo Vivo. Em concilio, os Quatro Celestes Primários determinaram a exterminação de todas as raças Híbridas e daqueles que usufruíam do poder sobrenatural negado aos homens Rupave e as mulheres Sypave e seus descendentes.

Miguel e seus Arcanjos possuíram os corpos de guerreiros bravos e formaram uma grande falange celestial no Mundo Vivo. Caçaram e eliminaram centenas de Celestes pecadores, Nefilins, demônios e suas crias Híbridas.

Então a voz de Gabriel ressoou no céu e ao seu comando as águas se agitaram e o mar recuou violento da praia, o brusco recuo se encarregou de destruir Atlântida e seus cidadãos e avançou para a costa como um Tsunami, destruindo as cidades sobre Enoque, o solo não resistiu a grande onda e soterrou todos os habitantes da cidade subterrânea.

O dilúvio varreu boa parte do Mundo Vivo e redesenhou os continentes. As dádivas foram adormecidas novamente e a humanidade teve que recomeçar, se reerguer e se reformular em sociedades e civilizações.

...

...

...

É preciso estar logado para visualizar o restante do capítulo.

Este conteúdo é protegido pela Lei nº 9.610/98 – a Lei de Direitos Autorais.
Assinar ou apresentar como seu é crime pois viola os direitos de autor.

O acesso a este conteúdo é registrado de acordo com as políticas de uso.

Ir para outro capítulo:

Capítulo comentários

É preciso estar logado para poder comentar. clique aqui para entrar ou fazer o cadastro.

Comentários

Carregar Mais

Livro compartilhar

Olá , você pode compartilhar ou convidar seus amigos, para ler esse livro através do Facebook, Twitter ou Email.