Capítulo

Publicidade

Deserto das Ilusões

Zoé, uma das sete Sypave junto com seu marido Adom, um dos sete Rupave, temendo morrer de fome ou serem mortos por Ao Ao, filho monstruoso de Tau e Kerana, fugiram da aldeia ao entardecer antes do ato de sacrifício de Poraci.

Desorientados pelo pavor caíram enquanto corriam em um lago onde uma bela criatura de torço de mulher e corpo de peixe, cabelos negros e olhos verdes emoldurados por uma pele morena cantava. Era Iara um dos Espíritos da Natureza gerados por Buriti no inicio da Criação.

O canto de Iara hipnotizou Adom e o feitiço contido na melodia o fez entrar no lago sem ouvir os gritos de alerta da sua esposa. Com uma lança feita de madeira e pedras, Zoé atirou em Adom para despertá-lo do encanto. A flecha perfurou a costela do homem e o sangue manchou as águas cristalinas do lago. Furiosa, Iara ameaçou matar o homem, Zoé por sua vez colocou o marido terrivelmente ferido sobre os ombros e correu pela mata, alcançando uma praia e vendo pela primeira vez o mar que se perdia no horizonte.

Iara sendo a senhora das águas surgiu entre as ondas do mar e puxou os dois humanos para seu domínio. Zoé pediu clemência por sua vida enquanto se afogava nas águas salgadas, havia aprendido com seus ancestrais a respeitar os Espíritos da Natureza e por isso não havia atacado Iara. Como um ato de benevolência, Iara poupou a vida dos dois, porém foram banidos para tão longe que jamais veriam vida nas águas que mancharam com sangue. E assim Iara fez: controlando o curso das águas e lançando sua magia sobre o casal, manteve Zoé e Adom vivos durante os dias e noites que foram tragados pelas ondas.

Adom acordou em uma praia, podia sentir a costela fraturada e sua carne perfurada jorrando sangue nas areias. Caminhou pela praia e sentiu fome, tentou pescar, mas não havia nenhum peixe por ali, podia sentir que naquelas águas não havia vida.

...

...

...

É preciso estar logado para visualizar o restante do capítulo.

Este conteúdo é protegido pela Lei nº 9.610/98 – a Lei de Direitos Autorais.
Assinar ou apresentar como seu é crime pois viola os direitos de autor.

O acesso a este conteúdo é registrado de acordo com as políticas de uso.

Ir para outro capítulo:

Capítulo comentários

É preciso estar logado para poder comentar. clique aqui para entrar ou fazer o cadastro.

Comentários

Carregar Mais

Livro compartilhar

Olá , você pode compartilhar ou convidar seus amigos, para ler esse livro através do Facebook, Twitter ou Email.