Capítulo

Publicidade

O Início das Civilizações - O Primeiro Portal Interdimensional

No Mundo Vivo, os homens Rupave e as mulheres Sypave geraram um grande número de filhas e somente um, dos sete casais, tiveram três filhos; O primeiro foi Tumé Arandú, um homem sábio que herdou a dádiva da Profecia do Criador. Tumé já nasceu velho e com os conselhos e orientações dos Celestes, ensinou as novas civilizações a conviver com os animais e a natureza. O segundo filho foi Marangatu, que orientado por Anhang para se redimir perante O Criador, se tornou um líder benevolente e honesto. Os filhos homens de Tumé Arandú e Marangatu casaram-se com as filhas dos outros casais e tivera mais filhos, as civilizações começavam a se formar em tribos pela dimensão dos mortais. O terceiro filho foi Japeusá, diferente dos seus irmãos era ardil

Certo dia, Tumé Arandú, se afastou de suas tribos e pediu conselho aos seres superiores, em resposta, Tumé encontrou um ser que se apresentou apenas como um Caraí, Tumé sabia que aquela criatura era um homem, mortal, mas podia sentir a presença do Criador nele, de certo era um descendente muito distante dos Rupave e das Sypave.  Era um profeta muito mais poderoso que Tumé. Questionado como havia sido gerado, o Caraí apenas respondeu que existia, pois assim deveria ser. Os dois conversaram durante duas noites e no começo da terceira Tumé voltou para a aldeia carregando uma bacia de barro com ervas em brasa liberando fumaça e odor. A magia antiga ensinada pelo Caraí criou um portal entre o Mundo Vivo e o Astral, diretamente para o Reino do Caos. A alma de Japeusá foi tragada pelo portal e vagou por uma cidade, diferente das aldeias que conhecia, o lugar era repleto

Tumé Arandú, por sua vez, não concluiu o ritual que havia aprendido com o Caraí que consistia em derramar seu sangue durante o ascender de Jaci – A lua no céu do Mundo Vivo. Temia possuir o mesmo destino de Japeusá e então ergueu uma gruta de rochas e barros ao redor do portal para escondê-lo dos habitantes das aldeias.

É preciso estar logado para visualizar o restante do capítulo.

Este conteúdo é protegido pela Lei nº 9.610/98 – a Lei de Direitos Autorais.
Assinar ou apresentar como seu é crime pois viola os direitos de autor.

O acesso a este conteúdo é registrado de acordo com as políticas de uso.

Ir para outro capítulo:

Capítulo comentários

É preciso estar logado para poder comentar. clique aqui para entrar ou fazer o cadastro.

Comentários

Carregar Mais

Livro compartilhar

Olá , você pode compartilhar ou convidar seus amigos, para ler esse livro através do Facebook, Twitter ou Email.