Paráfrases do Nazareno

Conto

Livro ler capítulo

Estatísticas:


4

Ir para outro capítulo:

Publicidade

Capítulo

Tamanho da fonte:

Largura do texto:

Mudar cor do fundo para:

Escuro Claro

Tela cheia:


Paráfrases do Nazareno
Prólogo: A vida é fruto de uma noite mal dormida num quartinho abafado em Nazaré


 O Nazareno despertou na madrugada inspirado a relatar sonhos e pesadelos que tivera ao deitar-se com seu subconsciente. Arrastou uma cadeira escorada na parede até sua escrivaninha, e retirou de uma caixa sua maquina de escrever. "No principio era o Verbo e o Verbo era Deus". O Nazareno escrevia, pois se sentia mais verbo do que Deus. 4:30 da matina acusava o relógio importuno. O escritor de sonhos caóticos e vislumbres paradoxais deu de ombros ignorando as responsabilidades do dia seguinte. Teclou em sua maquina por algumas horas até seus dedos cansarem. Esticou os braços, moveu as costas, estralou os ossos, e foi surpreendido pelo alarde do despertador. Antes de se levantar o Nazareno releu a resulta de sua jornada noturna, e as palavas digitadas divertiam o seu autor, mas também criavam vida no tecido da realidade a medida que a tinta se e

...

...

...

É preciso estar logado para visualizar o restante do capítulo.

Este conteúdo é protegido pela Lei nº 9.610/98 – a Lei de Direitos Autorais.
Assinar ou apresentar como seu é crime pois viola os direitos de autor.

O acesso a este conteúdo é registrado de acordo com as políticas de uso.

Capítulo comentários

É preciso estar logado para poder comentar. clique aqui para entrar ou fazer o cadastro

Comentários

Carregar Mais

Livro compartilhar

Olá, você pode compartilhar ou convidar seus amigos, para ler esse livro através do Facebook, Twitter ou Email.