Capítulo

Publicidade

A Cidade de Prata e o Descansar do Soberano

Findada a criação de todas as coisas no mundo e para organizar os Celestes que cobriam o céu da terra impedindo Guaraci – O sol, de lançar seu manto de luz sobre as vegetações e Jaci – A Lua, de comandar a noite, O Criador arquitetou e ergueu uma enorme ilha flutuante, acima do monte Ivy Marãey, entre as nuvens, essa ilha serviria de morada de todos os Celestes que passariam a auxiliar os homens Rupave e as mulheres Sypave. Cada casta ficou encarregada de uma função na cidade de prata e Anhang nomeado o Príncipe da Ilha Flutuante.

Antes de se unir ao Universo, O Criador fez sua voz ressoar imponente sobre os céus, como um trovão.

“Podem alimentar-se de todas as frutas do Ivy Marãey, porém nunca poderão tocar nos frutos de Buriti – A Grande Árvore, pois neles estão à ciência do bem e do mal gerada pelo sangue dos antepassados em suas raízes”.

Assim, O Criador se transmutou em energia e desapareceu se unindo ao Universo.

É preciso estar logado para visualizar o restante do capítulo.

Este conteúdo é protegido pela Lei nº 9.610/98 – a Lei de Direitos Autorais.
Assinar ou apresentar como seu é crime pois viola os direitos de autor.

O acesso a este conteúdo é registrado de acordo com as políticas de uso.

Ir para outro capítulo:

Capítulo comentários

É preciso estar logado para poder comentar. clique aqui para entrar ou fazer o cadastro.

Comentários

Carregar Mais

Livro compartilhar

Olá , você pode compartilhar ou convidar seus amigos, para ler esse livro através do Facebook, Twitter ou Email.