Capítulo

Publicidade

Capítulo 35: Festa de casamento

Capítulo 35: Festa de casamento

A felicidade pode ser inebriante às vezes. Ao longo da história houveram casos de grandes traições e grandes ataques de exército que chegam quando os inimigos estão comemorando... A felicidade poder sua fraqueza. É sempre bom se preparar.

Meu vestido de noiva não permitia um coldre interno ou que eu alcançasse uma pistola na canela e por isso eu tinha que confiar que Santino estava armado. Deslizei as mãos por suas costas e não apalpei nenhuma pistola, o que me preocupou. Ele segurava minha cintura e puxava meu corpo em sua direção com os lábios colados nos meus e os flashes eclodiram clarões brancos e cegantes em nossa direção.

No instante em que chegamos no salão de festas tivemos que fazer uma grande sessão de fotos enquanto os convidados eram levados para suas mesas e distribuídos conforme a ordem de importância.

Sempre fui do tipo que não curte romance e se me dissessem que eu teria que casar vestida de branco, provavelmente eu sairia correndo imaginando a chatice que não deve ser tirar mil fotos, abraçar pessoas que você não conhece e sorrir o tempo todo.

...

...

...

É preciso estar logado para visualizar o restante do capítulo.

Este conteúdo é protegido pela Lei nº 9.610/98 – a Lei de Direitos Autorais.
Assinar ou apresentar como seu é crime pois viola os direitos de autor.

O acesso a este conteúdo é registrado de acordo com as políticas de uso.

Ir para outro capítulo:

Capítulo comentários

É preciso estar logado para poder comentar. clique aqui para entrar ou fazer o cadastro.

Comentários

Carregar Mais

Livro compartilhar

Olá , você pode compartilhar ou convidar seus amigos, para ler esse livro através do Facebook, Twitter ou Email.