Ficção Geral
154
2

Capítulo

Publicidade

Parte I. Prisão

Há anos os moradores da cidade União Pandora – ou apenas Pandora, como costumo dizer – vivem de forma humilhante sendo governados por um Rei, que impôs uma rígida separação dos cidadãos dependendo de sua classe na sociedade, sobrenome e status. Haviam somente duas opções de moradia em Pandora: a cidade na superfície e o subterrâneo.

Era óbvio que apenas a família do Rei e outras famílias com condições semelhantes de renda financeira possuíam o direito de viver na cidade, enquanto os demais viviam como pássaros presos em uma gaiola. A maioria se abrigava em pequenas casas em vilarejos, outros, como eu, vivam pelas ruas imundas do subterrâneo. Para pessoas naquelas condições, as opções de renda, além de servir de escrevo para o Rei, eram precárias. E a minha única opção desde muito novo era roubar.

Não tinha orgulho do que fazia, mas era isso ou morrer de fome. E certa vez, uma conversa entre dois escravos do Rei chamou minha atenção. Um deles disse "provavelmente alguém da cidade é capaz de pagar uma boa quantia por isso", enquanto segurava uma caixa pequena em suas mãos. Espero uma pequena distração dele e enfim, a caixa já estava na minha mão. Eles correram insistentemente para me alcançar. Corri para uma vila afastada do Centro e vi uma porta entreaberta.

Ouvi seus passos se aproximando. Minha única alternativa foi entrar naquela casa e esperar um pouco até ter certeza de que já estavam longe. Minha respiração estava ofegante. Respirei fundo, aliviado, acreditando que havia conseguido escapar de mais uma confusão, quando na verdade eu estava em uma emboscada ainda maior. A luz da casa acendeu de repente e assim pude ver que ao meu redor estavam seis pessoas apontando facas e outros objetos cortantes na minha direção.

– Quem é você? – perguntou o cara que, aparentemente, era o "líder" deles. Ele foi o único que se aproximou de mim.

...

...

...

É preciso estar logado para visualizar o restante do capítulo.

Este conteúdo é protegido pela Lei nº 9.610/98 – a Lei de Direitos Autorais.
Assinar ou apresentar como seu é crime pois viola os direitos de autor.

O acesso a este conteúdo é registrado de acordo com as políticas de uso.

Ir para outro capítulo:

Capítulo comentários

É preciso estar logado para poder comentar. clique aqui para entrar ou fazer o cadastro.

Comentários

Carregar Mais

Livro compartilhar

Olá , você pode compartilhar ou convidar seus amigos, para ler esse livro através do Facebook, Twitter ou Email.