Alvorada

Poesia

Livro resumo

Estatísticas totais


0

0

1


Classificação

Livre

Publicado em

12/01/19

Status

Finalizado

RESUMO

Fria como a noite
Bonita igual as estrelas
Escura como uma noite de nuvens.
Sem brilho feito meus olhos,
Lacrimejados e cansados
De tanta ilusão passados.
Foi de dentro do "buzão"
A dor que apertou o coração,
Que veio de um simples não

Em harmonia com as trevas
De mão dadas a esperança
Dizem "vida que segue".
Eu digo, solidão me persegue
O simples "não", veio da vida
Que me negou exclusão, sendo só mais um em meio a multidão, apenas um grão de areia na praia, uma gota d'água em meio ao oceano
Me acostumo a insignificância
Me aproprio de conhecimento, eles se tornam a ignorância
No horizonte da madrugada,
Lá vem a alvorada, que contigo traz
Uma nova chance de se fazer capaz.

Publicidade

Livro capítulos

#

Título do capítulo

Publicado em

Não há nenhum capítulo liberado

Total (contando o resumo)

0
0
0

Livro comentários

É preciso estar logado para poder comentar. clique aqui para entrar ou fazer o cadastro.

Comentários


Livro compartilhar

Olá, você pode compartilhar ou convidar seus amigos, para ler esse livro através do Facebook, Twitter ou Email.